CHORA, Ó NEGRO, IRMÃO BEM-AMADO
CHORA, Ó NEGRO, IRMÃO BEM-AMADO

CHORA, Ó NEGRO, IRMÃO BEM-AMADO

8,00 €  
IVA incluído.

Autor : Patrice Émery-Lumumba

Tradutores : Apolo de Carvalho, José Santy Junior e Zetho Cunha Gonçalves

Apêndice : “Morreu Lumumba, para que a África viva” de Amílcar Cabral

 

Esta publicação contém três textos emblemáticos de Patrice Lumumba, líder da luta pela Independência do Congo, Primeiro-ministro do Congo no primeiro governo do país e assassinado em 1961: 

- "Chora, ó Negro, Irmão bem-amado" (poema de 1959);

- Discurso na proclamação da Independência do Congo a 30 de Junho de 1960; 

- Última carta à sua esposa Pauline (8 de Janeiro de 1961). 

Em apêndice consta um texto fac-similiado com a reação de Amílcar Cabral ao assassinato de Patrice Lumumba (Fevereiro de 1961): "Morreu Lumumba, para que a África viva". 

Também poderá gostar de