Cartas como Películas
Cartas como Películas

Cartas como Películas

25,00 €  
IVA incluído.

Este livro é o resultado de um projecto que começou em 2018 com a publicação de Correspondencias: cartas como películas (co-editado por Garbiñe Ortega e Francisco Algarín Navarro) e que desde então tem continuado a reunir cartas fascinantes entre cineastas para traçar ligações e relações impensáveis com o objectivo de desenhar novas genealogias e famílias cinematográficas. Este ano, Punto de Vista, juntamente com La Fábrica, publica um segundo volume de correspondências, editado por Garbiñe Ortega, centrando-se agora em cineastas contemporâneos entendidos como artistas activos ou que estiveram activos até relativamente recentemente: Robert Frank, Gunvor Nelson, Apichatpong Weerasethakul, Richard Linklater, Tsai Ming-liang, entre outros.

É um livro que permite diferentes leituras, onde são propostas relações entre letras e imagens, saltos no tempo, sub-capítulos temáticos não explícitos, pequenos tributos sequenciais - como o dedicado a Harun Farocki, ou a uma geração de cinema de vanguarda americano (Barbara Hammer, Barbara Hammer, Chick Strand, Stan Brakhart, Stan Brakhart), Chick Strand, Stan Brakhage, Carolee Schneemann) -, e episódios imaginários escritos para este projecto por cineastas actuais (como Mariano Llinás, Ana Vaz, Deborah Stratman) e dirigidos a cineastas da história do cinema, vivos ou mortos, que nunca conheceram.

Promovido e distribuído por NICDO, S.L. e La Fábrica.

Título
Cartas como Películas
Letters as Films
Edição
Punto de Vista, Festival Internacional de Cine Documental de Navarra
La Fábrica
Um Projeto de
Garbiñe Ortega
Coordenação Editorial
María Rodríguez Abad (Punto de Vista)
Miriam Querol (La Fábrica)
Investigação
Garbiñe Ortega
Francisco Algarín Navarro
María Rodríguez Abad
Design
underbau
Tradução
Do inglês para o espanhol: Jesús Cuéllar Menezo, Arantxa Azurmendi;
Do espanhol para o inglês: CCI; 
Do francês, português e alemão para espanhol e inglês: CCI; 
Do espanhol, francês, português e alemão para basco: Hitzurum.
Revisão
Álvaro Villa (Espanhol)
Stephen Hoban (Inglês)
Hitzurum (Basco)
Produção
Adriana Rodríguez
Com a colaboração de
Goethe-Institut, Madrid, Eloísa Suárez
1º Edição
2021
Língua
ES / EN / EU

Também poderá gostar de