Ana Vieira: e o que não é visto
Ana Vieira: e o que não é visto

Ana Vieira: e o que não é visto

10,50 €  
IVA incluído.

É insólito o lugar de Ana Vieira (n. 1930) na arte portuguesa: trabalhando o rasto, a sombra, a passagem da luz (ou dos corpos?), o reflexo, a sobreposição, a pegada, a memória ou a planificação do futuro, a sua arte raia o invisível. E questiona o lugar da arte - e o do espectador, colocado sempre “de fora” ou com a consciência do “off”. Pois não é Ana Vieira que diz “ o que me interessa mais neste momento é o que não é dito e o que não é visto”?
[Jorge Silva Melo]

Também poderá gostar de